Você sabe o que é smartworking?

smart-working-technology

Você pode nunca ter ouvido falar em smartworking, mas as chances de você já tê-lo praticado em algum momento são grandes. Você pode, inclusive, estar fazendo isso agora. Smartworking é simplesmente o ato de trabalhar em vários dispositivos, de vários locais.

Verificar seus e-mails pelo smartphone em casa, compilar uma lista de tarefas em seu tablet no caminho para o trabalho e, em seguida, usar o computador assim que chegar ao escritório – isso é smartworking, um hábito atual e cada vez mais praticado.

De acordo com o relatório global sobre tendências de trabalho realizado pela Adecco anualmente, o smartworking foi destacado como uma maneira cada vez mais popular de trabalhar entre os start-ups. Pessoas começando em um novo empreendimento, empresários e profissionais liberais estão mais abertos ao smartworking justamente por terem flexibilidade e liberdade para trabalhar onde e quando quiserem. Muitos provavelmente ainda não têm seu próprio escritório alocado, então espaços de co-working, cafés e sua própria sala podem se tornar efetivamente seu local de trabalho.

Embora haja algumas profissões em que o smartworking naturalmente não seja uma possibilidade – trabalhos braçais ou uma mesa de cirurgia, por exemplo – algumas carreiras das áreas de tecnologia da informação, recursos humanos, comunicação, jurídico e administração são perfeitamente adaptáveis à prática. Além disso, para muitos, o conceito pode parecer estranho, mas para as gerações mais jovens, o smarworking acontece naturalmente.

Contudo, o smartworking ainda é considerado uma prática proativa, isto é, nem sempre está relacionado à cultura das organizações. Será que a ideia pega entre os empregadores? Os gestores estão dispostos a remunerar seus funcionários pelo trabalho concluído fora do horário comercial e, ainda, como eles vão efetivamente controlar o tempo investido? Na verdade, candidatos a emprego estão mais interessados na possibilidade de smartworking do que as empresas estão em oferecê-lo como uma opção de trabalho.

Os recrutadores acreditam que a maioria das empresas ainda não está pronta para fazer essa mudança, mas sabem que se trata de uma grande tendência. Enquanto a alta administração conceda a indulgência de seus funcionários trabalharem de suas casas de vez em quando, grande parte dos escritórios ainda exige que suas equipes estejam no local de trabalho durante o tempo determinado, a fim de que consigam pagar seus salários baseando-se em evidências. É importante avaliar, entretanto, que futuramente esta prática será comumente aplicada nas empresas em geral, não somente em grandes players inovadores do mercado como é visto atualmente. Logo, indústrias criativas como marketing, vendas e comunicação são onde os recrutadores já consideram o smartworking como uma realidade em ascensão, já que esses setores estão cada vez mais valorizando e aplicando turnos de trabalho flexíveis em locais em que eficiência, criatividade e resultado sejam os fatores preponderantes.

 

11

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *